//

Cabeçalho

23 de set de 2015

Nova postadora + TOP 5 de livros favoritos

| |
Yay! Sou a Stella, nova postadora do blog da Ray!

Ela estava de precisando de mais uma pessoa para atualizar o blog e achei uma ótima oportunidade de escrever. Bem, resumidamente tenho 17 anos, curso o terceiro ano do ensino médio - Eu e a Ray somos da mesma escola, inclusive. - e um curso técnico t e r r í v e l de automação industrial. Meu sonho é ser escritora e pretendo fazer faculdade de letras para me tornar uma professora de literatura
(que é uma das minhas maiores paixões) amo kpop, animes, maquiagem, moda, coisinhas fofas, quadrinhos, séries, literatura em geral e rock clássico.
Como uma forma de introdução, aqui está meu TOP 5 de livros favoritos.
5° Lugar: A moreninha, de Joaquim Manuel De Macedo






Gente o que é esse livro além de MARAVILHOSO?
Ele é uma ótima escolha para aqueles que não estão muito familiarizados com livros clássicos brasileiros. Apesar da complexidade das palavras, o livro é rico de momentos que te faz suspirar e querer ler cada vez mais. Amo a forma como Joaquim Manuel de Macedo escreve, você termina o livro formando frases lindas com verbos que nem você sabia que podia conjugar. Também amo tudo o que ele transfere neste livro, esse homem é simplesmente incrível! A história é sobre um grupo de rapazes que faz uma viagem, no lugar para onde vão o que procuram de verdade são as garotas - rola até uma aposta - e entre elas está nada mais nada menos que a bendita moreninha, garota de 14 anos (se não me falha a memória, pois faz 4 anos desde a minha leitura deste livro) que se destaca entre as demais pela sua personalidade cativante. Me senti assistindo um shoujo muito bem elaborado enquanto eu lia este livro, que na verdade foi uma recomendação da minha amiga, que usou a seguinte frase para me convencer: ''STELLINHA VOCÊ T E M QUE LER ESTE LIVRO ELE É SIMPLESMENTE O LIVRO MAIS LINDO QUE EU JÁ LI NA MINHA VIDAAA''. Por tanto, escutem a minha amiga Rafaela e leiam-no você também.



4° Lugar: Cândido, ou O otimismo, do Voltaire






Um clássico do Voltaire, Cândido, ou o Otimismo conquistou meu coração quando eu tinha 14 anos de idade. Qualquer pessoa que precisa de um pouco de pensamento positivo d e v e ler este livro. A partir de histórias cômicas e trágicas que acontecem com o coitado do Cândido, Voltaire transfere para o leitor lições filosóficas de vida. O velho Pangloss - como um dos personagens principais do livro - pronuncia a frase ''tudo está bem e melhor não poderia estar'' muitas vezes durante o livro, mesmo quando as coisas literalmente desabam em cima deles, e isso nos faz pensar mais sobre a negatividade que plantamos em nossos dias. Depois dessa leitura, o velho Pangloss está sempre em minha mente dizendo que tudo está bem.
Esse livro me traz uma lembrança gostosa da minha sétima série, quando as quintas-feiras eram reservadas para leitura. Este foi o primeiro livro que eu li nas aulas de literatura (só eram disponibilizados clássicos para leitura) e foi a melhor escolha que eu podia ter feito naquele momento.
 

3° Lugar: A garota que eu quero, de Markus Zusak.



Vocês devem achar que sou uma chata de galocha pelos meus livros favoritos serem clássicos, mas agora os livros do TOP 3 são mais leves.



Da trilogia O azarão, A garota que eu quero é o meu queridinho ♥ Conta a história de Cameron, um garoto tímido que é irmão mais novo de um garanhão. Seu irmão está com uma nova namorada e adivinha quem se apaixona por ela? Isso mesmo, Cam. Ele desenrola a história da forma mais meiga que um garoto poderia narrar e eu nunca me esqueço das metáforas com cães que este livro nos traz. Eu falo mais dele nesta resenha aqui, para quem tem o interesse. Ele me tocou de uma forma que somente um livro me tocou na vida, mas desse eu falo no primeiro lugar deste TOP 5.



2° Lugar: Sabado à noite, de Babi Dewet.







Aqui está o livro que me fez apaixonar de vez por ler. O livro da minha vida. The apple of my eye.
Ele é um livro bem leve, - o primeiro de uma trilogia - que mesmo parecendo ser comprido, te faz devorá-lo em menos de 3 dias. (Sério, todas as pessoas que eu conheço o leram neste tempo) Eu amo tudo nele, desde as partes de romance até aos bailes de Sabado à noite. O livro conta a história de dois grupos distintos de uma escola de ensino médio. As populares de um lado e os bagunceiros ignorados do outro (são conhecido como os marotos), a história os cruzam de uma forma que te faz querer ser a personagem principal. O livro também aborda os bailes de sabado à noite que a escola costumava ter, na qual uma banda de rapazes máscarados - A Scott - que ninguém sabia quem eram tocava sempre. Sabe o melhor deste livro? Ele tem trilha sonoraaaaa.
Amo este livro. Amo a história. Amo as músicas. Amo a Scott. Amo a autora - que é fã de kpop como eu ♥ -. Amo este livro.



1° Lugar: As vantagens de ser invisível, de Stephen Chbosky







Ainda há de existir o dia em que eu falarei de livros e não citarei este aqui. Ocupando o lugar do meu livro favorito, As Vantagens de ser invisível me encantou com Charlie, que extremamente sensível se aproxima de mim e me entende como ninguém. Amo a história que ele narra, que é seus dias em geral, e a forma como ele traz isso, que é a partir de cartas que ele escreve pra um suposto amigo que todos acreditam - inclusive eu - que nunca existiu.
Além de me acolher, ainda me alegrava. Charlie me fazia rir o tempo todo. Dizia coisas doces e depois fazia uma piada. Sei que Charlie é apenas um personagem, mas por mais que a pessoa em si nunca tenha existido (ou talvez tenha) o sentimento existiu. Então é real. Onde há sentimento, há algo.
Charlie foi o primeiro personagem masculino que eu adorei, mas não fiquei considerando-o um príncipe encantado, talvez porque eu esteja apaixonada pelo meu namorado, mas também porque ele pra mim foi como um espelho, não como um namorado dos sonhos.
Agora, falando da história em si do livro: O livro é narrado por Charlie, um adolescente do ensino médio que perdeu um amigo recentemente. Com o passar do tempo, ele decide se expressar através de cartas que ele escreve à um ‘’amigo’’, mas na verdade, ninguém sabe quem é. Ele chega a enviar algumas dessas cartas, então provavelmente, essa pessoa era real. Então, nessas cartas ele conta, com doçura, ternura e carinho, os seus dias. No início, ele é bem problemático e solitário e ao decorrer do livro, ele vai criando amigos e tendo várias experiências. Boas e ruins.
Ele fala abertamente de drogas e sexo. Acho importante que saibam disso antes de ler, caso procurem algum tipo de faixa etária.
O caso é que, através das experiências, pensamentos e conclusões do Charlie, você consegue se identificar e se encontrar no livro! É algo muito bom… Esse livro definitivamente mudou a minha vida. E eu não fui a primeira pessoa que disse isso depois de lê-lo, hein.
Eu realmente o recomendo. Foi o melhor livro que eu já li na minha curta vida. Não é exagero! Acho que vai demorar pra eu amar um livro tanto quanto amo As Vantagens De Ser Invisível.

Então é isso pessoal, obrigada por lerem essas mais de mil e duzentas palavras. Bem, eu costumo dizer ''Diga qual é o teu livro favorito que eu digo quem tu és.'' então agora podem me conhecer melhor a partir dos meus livros favoritos também~


Até a próxima, espero que tenham um resto de semana incrível. Beijinhos ~



Stella Luz.