//

Cabeçalho

25 de jun de 2018

O mundo dá voltas!

| |
Olá! Tudo bem com vocês?
Gente, muita coisa muda em 1 mês, 1 semana e 2 dias, você pode ler o que estava acontecendo antes aqui.
Agora, vou contar um pouco sobre o que mudou, o que desencadeou essa(s) mudança(s) e o que acontece com o blog a partir de agora.



Obs: Testando a versão mobile do blog, detectei um bug no gadget de tradução que só ficava na tela de seleção de idioma, o problema foi resolvido e qualquer pessoa pode traduzir o blog para qualquer língua pelo celular.

No post citado, especificamente no segundo parágrafo, eu falo sobre um cursinho online que eu assinei para estudar para o ENEM. Porém, acabei cancelando minha assinatura em pouco mais de 2 semanas. Isso se deve ao fato de ter percebido que de, alguma forma, não estava dando certo para mim, não estava rendendo, era uma perda de tempo, mas essa percepção também foi motivada por um outro acontecimento.
Eu estava com foco em entrar Ciência da Computação, na UFABC, porém, minha mãe me falou do  vestibular da FATEC, que irá ocorrer esse domingo (1/7), lá não tem CC, mas tem Análise e Desenvolvimento de Sistemas (tecnólogo). De início, eu fiquei meio cismada, devido às diferenças existentes entre meu curso almejado e ADS, mas, após muito refletir, percebi que o que eu tinha na verdade, era um preconceito em relação a cursos tecnólogos, acabei assistindo um vídeo do canal do Marcelo Tás sobre ser tecnólogo, vídeo que me ajudou a tomar a decisão de prestar o vestibular da FATEC, só que isso foi 3 semanas antes da prova, tanto que me inscrevi no último dia de inscrição (e deu certo!). Durante esse tempo de espera para saber se a inscrição tinha sido aceita e tal, acabei pesquisando mais sobre o curso, objetivos, capacitação que propõe a oferecer e isso me fez querer muito entrar nesse curso e aí veio o desespero.
O famigerado vídeo do Marcelo Tás
Imagina, 3 semanas pra estudar pra um vestibular! É muito pouco tempo. Eu comecei a ficar louca e ansiosa, foi aí que eu percebi que o cursinho não ia me ajudar, já que eu não estava tendo aproveitamento nenhum. Conversei com minha amiga, Kesia sobre isso e ela me disse:
"você sempre dizia que não ia passar nas provas de química, quando chegava lá, tirava 10 e 9, você consegue" (ela é maravilhosa!)
E foi assim que eu percebi que o segredo do meu aprendizado estava no meu passado e eu nem percebi. Então, o que eu fiz? Pensei: "já que a FATEC e o ENEM são vestibulares diferentes, eu não poderia esperar que tivesse o mesmo perfil", então, comecei a estudar as provas, mapear o conteúdo e, mais importante, o contexto em que as perguntas eram colocadas (assim como redação) e para minha surpresa, nos dois simulados que fiz acertei, em média (e arredondado), 70% da prova, sendo que gabaritei uma das matérias de peso 2 para meu curso. Fiquei muito feliz, mas, espero melhorar muito, a concorrência é bem grande:
Olha a concorrência!
E para redação, estou assistindo conteúdos relacionados a trabalho, já que esse é o tema principal das redações da FATEC. Espero que caia algo sobre startup.

O que tudo isso tem a ver com o blog?

Bom, todos esses acontecimentos me levaram a refletir sobre minhas prioridades (de novo) e então, esse blog se tornará, a partir de agora, algo mais pessoal (a proposta original de se ter um blog, nos primórdios da blogosfera na internet), um tipo de diário, assim, eu não me vejo na obrigação de estar escrevendo todos os dias, ou toda semana, somente quando eu tiver disponibilidade e assunto de qualidade. Claro que ainda vamos ter nossas listas de recomendações, tutoriais e listas inúteis só pra entreter mesmo. Estejam comigo, espero que acompanhem minha jornada! 

Sou grata por tudo. Adeus! Essa foi pra quem não teve paciência de ler tudo. tchau gente.